Reprodução do Olhar

Texto: Bruna Obadowski
Crédito das fotos ao final

A história de Marcus Mesquita não se distancia da história de muitos fotógrafos brasileiros em seu encontro com a câmera. Desde muito jovem já apreciava a fotografia, mas muitas condições não o permitia ter um equipamento para desenvolver as técnicas fotográficas. A partir dos estímulos de um tio, passou a estudar a linguagem fotográfica e se relacionar com espaços de exposição, e foi aprendendo assim, de maneira auto-didata, a construir o seu referencial estético. Após uma viagem internacional, e dois prêmios, ainda enquanto amador, passou a  experimentar uma estética pessoal sempre relacionada a imagens de pessoas. A sensibilidade na fotografia foi tamanha que decidiu que viveria somente dessa arte. Hoje, Marcus após um longo percurso de contato, descoberta e aperfeiçoamento da sua linguagem, segue sem titubear no fotojornalismo e na fotografia documental.

Ahmad Jarrah

Dos anseios em partilhar a fotografia e o conhecimento ao qual, em sua época, era mais restrito, surgiu a proposta de realizar uma oficina voltada a construção do olhar fotográfico. A oficina se estendeu por quatro edições e o resultado final se transformou na Exposição Fotográfica Reprodução do Olhar, com a participação de 14 fotógrafos cuiabanos, formados durante os cursos com Marcus Mesquita.

A exposição, que apresenta uma diversidade de olhares, está aberta para visitação no Centro Cultural Casa Cuiabana durante o horário comercial e segue até o dia 21/06 e a entrada é franca. Vale muito a visita. Como estímulo à visitação, fizemos um apanhado de um pouco do que pode ser visto na exposição. Lá vai!

 

Fotos: Amaury Santos, Ana Lia Rodrigues, Ângela Peres, Clayton Franceschetto, Emanoele Daiane, Helen Farias, Izes Rosa, JB Neto, Marcelo Silva, Meiry Marruáh, Natália Apolinário, Rafael Corrêa, Falbot, Sony Figueiredo, Vinicius Motta.

Leia Mais
A resistência pantaneira